pressmedia logo

ÉPOCA ALTA PODE LEVAR À ENTRADA DE 100 A PRAZO POR EMPRESA

Jornal de Notícias

2023-11-12 06:00:12

Empresas de recrutamento dizem que, este ano, existe maior procura por trabalhadores ocasionais monica. costa@dinheirovivo.pt COMÉRCIO Com a aproximação da Black Friday (dia 24 de novembro) e da época natalícia, entramos no pico do comércio, o que obriga as empresas a reforçar equipas para cones ponder ao consumo extra. De acordo com as companhias de recursos humanos, este ano, há uma aposta reforçada nas contratações temporárias. Em períodos especiais como este, "podemos estar a falar de necessidades de mais de 100 trabalhadores temporários por empresa", revela, ao JN/Dinheiro Vivo, a "country leader" do grupo Eurofirms em Portugal, Sara Pimpão. A responsável adianta que, apesar das necessidades para a época de Natal e de, geralmente, o aumento de pedidos de recrutamento de pessoal se concentrar mais a partir da segunda quinzena de novembro, este ano, a recrutadora já tem "pedidos de algum volume, nomeadamente para empresas da área da alimentação". NECESSIDADES MAIORES A incerteza económica que o país atravessa parece não inibir os comerciantes, tanto que, "este ano, estamos a assistir a um aumento de 38% no número de pedidos por recursos humanos", concretiza a "brand leader" da Manpower. Como detalha Daniela Lourenço, o número de pedidos para estes reforços temporários depende da época e da dimensão da empresa que os requisita. "A época do Natal traz sempre um grande volume de pedidos por colaboradores temporários, com uma média de pedidos muito alta, por vezes na ordem das centenas". Referências confirmadas pela Multipessoal. Segundo o "sourcing manager" da empresa, "o número de pedidos para a Black Friday e época natalícia já é superior ao do ano passado".com base nos pedidos que a empresa já recebeu, afirma estar a falar "de valores médios na ordem dos 250 a 300 trabalhadores contratados para esta época especial". Para o presidente da Associação Portuguesa das Empresas do Setor Privado de Emprego e de Recursos Humanos, Afonso Carvalho, apesar da procura por temporários neste período, as empresas, no contexto de rotatividade elevada, aproveitam estas ocasiões também "para reter os melhores trabalhadores". SABER MAIS Distribuição Contactada a grande distribuição, a maioria das marcas garante que, este ano, não vai recorrer a temporários para estas épocas, até porque foram reforçando os seus quadros nos meses anteriores. Os mais procurados Uma análise do KuantoKusta mostra que os produtos que os portugueses mais desejam comprar, para aproveitar as promoções da Black Friday, são bens das categorias da área da tecnologia e dos eletrodomésticos, em concreto smartphones, televisores e frigoríficos. Faltam menos de 15 dias para as promoções